Arquivo da tag: alimentos orgânicos

Comida “natural” é realmente natural?

Por Camila Araújo e Camila Leão.

Será que comida que se diz “natural” é realmente natural?!

O vídeo abaixo, criado pelo grupo Only Organic mostra que não!

Ao assistir ao vídeo é possível perceber que a indústria muitas vezes utiliza a embalagem dos alimentos para nos enganar: por exemplo, se a quantidade real de produtos naturais fosse destacada nos rótulos, este provavelmente não seria um fator de estímulo a compra do produto. Porém, a indústria destaca a informação de que o produto é 100% natural, atraindo mais consumidores. Isso ocorre, pois o conceito de natural não remete aos alimentos como são realmente encontrados na natureza, ou seja, apesar de estampar na embalagem o selo de natural, estes podem conter hormônios, transgênicos e agrotóxicos adicionados pelo homem durante o processo produtivo.

De acordo com o grupo, estudos mostram que muitas pessoas acreditam que produtos naturais estão livres de agrotóxicos e transgênicos. Além disso, ainda há pessoas que acham que um alimento dito natural é melhor do que o orgânico.

A verdade é que se o consumidor deseja um alimento realmente natural – sem aditivos químicos ou modificações géneticas – ele deve buscar um alimento com selo de orgânico, estes sim são vendidos exatamente como são encontrados na natureza.

 only organic

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Notícias

Mercado de Trocas – Uma alternativa para o desperdício

Na Capital do México, foi desenvolvido um projeto fantástico! Uma iniciativa que mostra, na prática, como o nosso desperdício (aquilo que não utilizamos) pode se transformar em novos recursos.

Tudo começou em 2011, com o fechamento do  aterro “Bordo Poniente”, um dos maiores depósitos de lixo a céu aberto do mundo. Essa decisão mostrou-se muito problemática, visto que durante o funcionamento do aterro, 12.000 toneladas de lixo eram depositadas diariamente. Visando melhorar a situação e amenizar as consequências do fechamento do aterro, várias estratégias foram adotadas, entre as quais destaca-se a abertura do “Mercado de Trueque”, literalmente traduzido como Mercado de Trocas.

https://i2.wp.com/growtheplanet-wiki.s3.amazonaws.com/article/imgs/07-52307790cb98a2.23987511.jpgO modelo de funcionamento do mercado é incrivelmente simples e ao mesmo tempo, cheio de significado. Em troca de lixo reciclável, como por exemplo, plástico, papel, alumínio, vidro, aparelhos eletrônicos, etc, as pessoas ganham pontos (os chamados “green points” – ou pontos verdes). Esses pontos funcionam como um tipo de moeda local, os quais só podem ser usados no próprio mercado e que podem ser trocados por vegetais, queijos, bolos e mudas de plantas, sendo todos esses produtos de origem orgânica e produzidos localmente. Cada pessoa pode trocar até 10kg de produtos que não vai mais utilizar.

O mercado, que funciona mensalmente, está localizado no parque Chapultepec e é visitado por mais de 2500 pessoas em apenas um dia. Durante um ano, através dessa estratégia, já foi possível reciclar aproximadamente 200 toneladas de lixo, além de melhorar a economia local e incentivar o desenvolvimento da agricultura local.

Os voluntários são a verdadeira base do projeto: eles se encarregam de coletar e pesar todo o material, e além disso, também estão envolvidos no processo de conscientização da população local a respeito da importância da reciclagem e do cuidado com o meio ambiente. Através dessas atitudes, o “Mercado de Trueque” adquire um valor cultural e dá seus primeiros passos para uma mudança real.

A iniciativa foi tão bem sucedida, que apesar de a oferta de produtos orgânicos acabar rapidamente, isso não atrapalha nas trocas. Na verdade, quando isso ocorre, o mercado se transforma em uma grande oportunidade de trocas, possibilitando a reutilização e a reciclagem dos diversos objetos ofertados.

Projetos como o “Mercado de Truque” mostram que as alternativas existem e que se nós soubermos como utilizá-las, elas nos levam a grandes mudanças e a resultados positivos!

Fonte: Grow the Planet.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Documentário sobre a produção de alimentos orgânicos foi exibido pela primeira vez ao público, em Brasília, dia 21/03

27451785_big

Dirigido por Kátia Kloch e Lícia Brancher, e produzido pela ContrapontoBrasil Orgânico é o primeiro documentário brasileiro que retrata o cultivo de alimentos orgânicos, mostrando a realidade dos agricultores e cooperativas engajados nessa nobre iniciativa. A Capital Federal foi escolhida para a exibição de estréia, evento que ocorreu na quinta-feira (21), no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21. O filme relata histórias reais de diversas famílias e comunidades envolvidas na produção de orgânicos, e apresenta a riqueza de paisagens, culturas e ecossistemas do Pantanal, Amazônia, Pampa, Cerrado, Caatinga e Mata Atlântica.

Apesar do crescimento de mais de 20% ao ano, apenas 0,8% da agricultura nacional é orgânica. Esse documentário é um incentivo para aumentar esses números, uma vez que esse tipo de cultivo segue princípios, como: a manutenção da biodiversidade,  a sustentabilidade da vida no campo, a preservação ambiental e a valorização do trabalho. Além disso, os alimentos certificados com o selo orgânico são produzidos sem aditivos químicos e conservantes artificiais, garantindo maior valor biológico. Também é importante destacar o fato de preservação da vida e da saúde de quem produz e consome.

Em breve, o documentário será lançado em DVD e distribuído em parceria com empresas e instituições relacionadas ao mercado orgânico. Brasil Orgânico também estará disponível em videolocadoras e lojas especializadas. O projeto é realizado através da Lei do Audiovisual (Ancine/Ministério da Cultura), com patrocínio da Tractebel Energia e do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul).

Confira o teaser:

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias