Saiba o que você (ou melhor, o seu filho) está comendo: Papinhas industrializadas

Por Camila Araújo e Camila Leão.

Chegou o momento de introduzir a alimentação do bebê. E agora? Como fazer a papinha? Bater no liquidificador ou amassar? Introduzir primeiro a papa doce ou a salgada? Muitas dúvidas podem surgir nesse momento. E é claro que, para “resolver” os problemas das mães, a indústria de alimentos não poderia ficar de fora, disponibilizando algumas opções de papinhas prontas. Mas será que essas papinhas industrializadas são as melhores opções? Vamos à sua análise!

Mas antes de falar sobre as papinhas e a introdução da alimentação complementar, não poderíamos deixar de citar a importância do aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade, uma vez que o o leite materno é capaz de suprir todas as necessidades nutricionais da criança. Após os 6 meses é que deve ocorrer a  introdução de alimentos, complementares ao leite materno, que deve continuar sendo oferecido até os 2 anos de vida ou mais.

Ao fazer uma busca das papinhas disponíveis no mercado, resolvemos falar das opções mais facilmente encontradas: as da Nestlé.

A papinha indicada para introdução da alimentação, a Fase 1 denominada pela marca, é a de fruta. Existem condutas na Nutrição que asseguram ser melhor oferecer a papinha salgada primeiro ao invés da doce. Isso, para evitar que a criança se acostume desde cedo ao gosto doce. Abaixo seguem as informações do site e os ingredientes:

ameixa

Ao observar a descrição da papinha, já levantamos dois questionamentos: 1) qual a necessidade da água ser o primeiro ingrediente? 2) eles afirmam que apenas uma fruta confere sabor ao produto. Será mesmo? E essa maçã aí dos ingredientes, numa papinha de AMEIXA, seria o que então?

Provavelmente a maçã tenha sido utilizada com o intuito de adoçar e aumentar o rendimento da papinha. Mas nessa idade, a criança está numa fase de experimentação. Ela precisa conhecer os sabores, cores, aromas e texturas. Não há necessidade de adoçar os alimentos oferecidos às crianças. Um suco sem açúcar para um adulto pode ser algo bastante sem graça (pelo fato de suas papilas gustativas já estarem bastante “viciadas”), enquanto para uma criança, ainda mais nessa fase em que os sentidos estão aguçados, aquele mesmo suco será uma explosão de sabores! Afinal, tudo é novidade! É importante que a criança não seja acostumada desde cedo a “preferir” alimentos muito doces ou muito salgados, pois é nesta fase que o paladar está sendo desenvolvido, contribuindo para a formação dos hábitos alimentares que são mantidos até a vida adulta.

papinha ou maca

Composição nutricional de uma papinha de maçã e de uma maçã (in natura).
Detalhe para a quantidade de fibras: a papinha tá bem “aguada”, não acham?
Por isso menos fibras…

Além disso, até a papinha de maçã tem farinha de arroz e amido, bem como o conservador ácido cítrico. Se era pra ser uma papinha de frutas… Deveria conter apenas frutas, não?!

E se formos parar para pensar… No caso da papinha de fruta, não seria mais fácil e mais barato dar logo uma fruta picada, amassada, cozida ou até inteira para a criança?

Vale ressaltar que a partir do 6º mês de vida, a criança já tem desenvolvidos os reflexos necessários para engolir, já manifesta excitação à visão dos alimentos e já sustenta a cabeça, facilitando na alimentação oferecida por colher. Além disso, tem início o nascimento dos primeiros dentes, o que facilita na mastigação.

De acordo com a Nestlé, a etapa dois seria composta por papinhas mais elaboradas, já misturando as frutas entre si e com alguns outros ingredientes (como leite e aveia) – Vale ressaltar que o diferencial das frutas entre a etapa 1 e 2, seria que na 1 a criança poderia consumir a fruta sem nenhum outro componente, para conhecer o sabor real, porém como vimos, isso não acontece.

Mais uma vez as informações presentes no rótulo são controversas:

Slide1Se a papinha é de laranja com mamão, por que a laranja aparece somente como o sexto ingrediente da lista? O nome correto não deveria ser algo como “Papinha de mamão, maçã, pera e laranja?”

Além das frutas misturadas, na fase dois também seriam apresentadas as “papinhas salgadas”. Nessa primeira fase, não há necessidade de acrescentar muito sal à comida das crianças, portanto nutricionalmente falando, o nome mais ideal seriam papinhas de vegetais. Mas no caso das industrializadas “papinha salgada” é a melhor denominação, visto que o sal é um dos ingredientes utilizados.

E que tal utilizar um ingrediente rico em sódio, conservantes, corantes (e diversos outros ingredientes prejudicais) na papinha?

Slide2Muitas pessoas não sabem (a indústria por sua vez com certeza sabe), mas o peito de peru não é um alimento saudável! Assim como o presunto e a mortadela, esse produto é um embutido e contem diversos aditivos em sua composição. A principal diferença entre eles seria a quantidade de gordura, porém mesmo sendo uma opção mais magra, o peito de peru está longe de ser considerado um alimento saudável – muito menos para ser oferecido para uma criança de 6 meses!!

E mais uma vez a pegadinha do nome e da lista de ingredientes: Cadê o arroz? Farinha de arroz e arroz são coisas bem diferentes, né?

Como se já não bastasse, ainda ficamos com mais uma dúvida: Qual é o objetivo de utilizar dois óleos diferentes? Vimos que todas as papinhas salgadas recomendadas para essa fase possuem esses dois ingredientes, mas não conseguimos entender o motivo. Assim como o peito de peru, o óleo de canola está mais para vilão do que para herói, visto que a canola não é uma planta naturalmente presente na natureza, e sim geneticamente criada pelo homem! (Confira em breve um novo post explicando um pouco sobre os óleos vegetais).

O site ainda trás o seguinte apelo:

papinha nestle

Apenas na etapa 3, por volta do 8º mês de vida, a criança tem a mastigação estimulada, se depender dessa papinha? Recomendações indicam que esse estímulo deve ocorrer já a partir dos 6 meses. E como esse tipo de papinha pode ESTIMULAR a mastigação se a criança não tem trabalho nenhum de MASTIGAR?! Ela praticamente engole a tal papa, que já vem numa consistência bem pastosa mesmo e com todos os alimentos triturados e misturados. Como estimular a criança a sentir o sabor e a conhecer novos alimentos, sabores, texturas, se está tudo misturado? A criança não aprende sequer o prazer da alimentação, da apresentação de um prato e de uma comida bem feita. Ao invés disso, ela se acostuma desde cedo aos produtos alimentícios industrializados, padronizados, ricos em aditivos, sal, açúcar e gordura.

Ao buscarmos informações no site da Nestlé, encontramos um site especifico voltado para os pais, o Começar Saudável.

Captura de Tela 2013-09-09 às 12.08.16

Olha a Nestlé tentando mostrar que é legal e que se importa com os filhos alheios! Bacana! #sóquenão

Aparentemente é um site interessante, que dá dicas e auxilia principalmente os pais de primeira viagem. Contudo, na verdade, o site não passa de uma ferramenta de marketing. Para exemplificar, a sugestão de Menu para crianças mostra várias opções de industrializados da marca para serem inseridos em praticamente CADA refeição, olhem só:

Captura de Tela 2013-09-09 às 11.27.00

É importante ter senso crítico e avaliar os benefícios e prejuízos da utilização desses industrializados.

Como a papinha da Nestlé é a mais famosa e a mais comercializada, resolvemos focar nessa marca. Gostaríamos de ressaltar que a análise foi realizada quanto a esta marca em específico. Se você encontrar outras marcas disponíveis nos supermercados, vale a pena ler o rótulo e conferir a composição. De qualquer forma, desconfie de tudo que for muito homogêneo e padronizado. O melhor mesmo para a criança é o alimento in natura, fresco, preparado em casa.

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em Notícias

12 Respostas para “Saiba o que você (ou melhor, o seu filho) está comendo: Papinhas industrializadas

  1. Pingback: A verdade sobre as papinhas industrializadas | Meninas Plugadas

  2. Samantta

    Eu adorei o post. Só não concordo com uma coisa, o peito de peru. Vc disse que é igual presunto, só que esse peito de peru que vc esta falando é o defumado. Claro que a quantidade de peito natural que eles usam, deve ser minima ne.
    Mas adorei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s