Entidades pedem que Associações de saúde deixem de apoiar prêmio Promovido pela Coca-Cola

Veja carta-aberta divulgada pelas entidades assinantes. Se você também concorda, ajude a divulgar!

Fonte: Frente pela Regulação da Publicidade de Alimentos

Carta Aberta

à Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica,

à Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição e

à Associação Brasileira de Nutrologia

Maio de 2013

Na condição de instituições de ensino e pesquisa e entidades do campo da alimentação e nutrição no País, profissionais, professores e pesquisadores comprometidos com a saúde da população brasileira nos endereçamos aos dirigentes da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO), da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN) e da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), por meio desta carta aberta ao público, para expressar nosso descontentamento com a divulgação e o apoio ao Prêmio Pemberton, de produção e divulgação científica, promovido pela Coca-Cola Brasil. Buscamos ainda encorajar essas organizações a se desassociarem das iniciativas da empresa Coca-Cola Brasil, bem como de quaisquer iniciativas de empresas fabricantes de produtos alimentares ultra-processados.

Estudos científicos já evidenciaram a associação entre o consumo de refrigerantes e a obesidade, assim como de outros produtos ricos em açúcares cujos danos à saúde justificam providências para a redução de seu consumo. A aquisição de refrigerantes quintuplicou na população brasileira nas últimas três décadas, acompanhando a explosão das prevalências de excesso de peso e obesidade entre crianças, adolescentes e adultos. Este é o resultado de estratégias bem sucedidas de empresas, como a Coca-Cola, em promover o consumo desses produtos. Dentre as principais estratégias encontram-se a propaganda, promoções, patrocínio de eventos esportivos e cooptação de cientistas e pesquisadores.

A vinculação das entidades profissionais, de ensino e pesquisa, que lidam com questões de saúde e nutrição, a setores econômicos ligados à alimentação e nutrição é, em princípio, incompatível com a necessária independência intelectual e política das mesmas e, por isto, precisa ser revista.

Ao se associarem à Coca-Cola Brasil, a ABESO, a SBAN e a ABRAN chancelam as práticas dessa empresa de estimular o consumo de seus produtos e ampliar a participação de alimentos não saudáveis na alimentação da população brasileira, incluindo públicos como as crianças, que são hiper-vulneráveis à publicidade e a outras práticas de marketing dirigidas a elas. Tal associação contraria frontalmente os esforços empreendidos em direção à melhora das condições de alimentação e nutrição do País.

A vinculação de profissionais e entidades a empresas – em um contexto em que a ciência e seus representantes possuem grande reconhecimento por parte do público em geral e, no qual, informações sobre saúde e escolhas alimentares geram, incessantemente, incertezas e angústias para o consumidor – legitima a imagem, os produtos e as práticas dessas empresas.

Por essas razões, encorajamos e apoiamos essas organizações a se desvincularem da empresa Coca-Cola Brasil, para que, dessa forma, possam engajar-se no enfrentamento da obesidade e de outras doenças crônicas, salvaguardando a reputação e o compromisso de cada uma com a promoção da alimentação saudável e a melhoria das condições alimentares da população brasileira.

Rosely Sichieri

(Professora Titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

 

Ruben Mattos de Araujo

(Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

 

Kenneth Rochel de Camargo Jr.

(Professor Associado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro)

 

Carlos Augusto Monteiro

(Professor Titular da Universidade de São Paulo e Membro da Academia Brasileira de Ciências)

 

Fabio da Silva Gomes

(Secretário de Relações Exteriores da Associação Mundial de Nutrição e Saúde Pública)

 

Instituto Alana

 

Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

 

Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutrição da Universidade de Brasília

 

Gulnar Azevedo e Silva – Instituto de Medicina Social – UERJ

 

Luiz Antonio dos Anjos – Faculdade de Nutrição – UFF

 

Conselho Federal de Nutricionistas

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Notícias

Uma resposta para “Entidades pedem que Associações de saúde deixem de apoiar prêmio Promovido pela Coca-Cola

  1. Luciana Silva Ferreira

    Como nutricionista e docente da Escola de Nutrição da UNIRIO, ofereço meu apoio a esta causa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s